Polícia Federal deflagra Operação Tiradentes para apurar crimes de falsidade e exercício irregular de profissão

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 27/5, a Operação Tiradentes com o objetivo de aprofundar investigação de crimes relacionados a falsidade de documentos e exercício irregular da profissão de odontólogo na cidade de Santos, litoral do estado de São Paulo.

A investigação, iniciada a partir de denúncias realizadas pelo Conselho Regional de Odontologia (CRO), revelou indícios de apresentação de documentos falsos perante o órgão.

Durante a investigação, a Polícia Federal constatou falsificações no ato de registro perante o órgão de classe, sediado em Campinas (local do crime de falsidade), além do exercício irregular de odontólogo na cidade de Santos.

Na data de hoje, policiais federais deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 9ª Vara Federal de Campinas, na cidade de Santos, em endereços de pessoas físicas e jurídicas ligadas ao investigado, além do cumprimento de medida judicial de suspensão das atividades da clínica em que o suposto odontólogo estaria atendendo.

O nome da operação faz alusão a Joaquim José Da Silva Xavier patrono da Odontologia.

7.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *