Convidado por Vereador Professor Juari, jovem autista discursa sobre inclusão social em Sessão da Câmara Municipal de Campo Grande.

10 de Dezembro comemora-se o dia da inclusão social. Regulamentada pela Lei nº 12.073/2009 no Brasil, a criação deste dia, dedicado a inclusão, é muito importante para sensibilizar a população sobre o assunto e, assim, todos os indivíduos receberem o que lhe é de direito. Promover a mudança no pensamento dessas pessoas e de seus governantes, proporciona a inclusão e constrói uma sociedade mais justa.

Na 69ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Campo Grande, o Vereador Professor Juari recebeu o jovem Luís Felipe Andrade, mais conhecido como Pipo.

Pipo é um jovem de 18 anos, portador do espectro autista, estudante do 3º ano do Ensino Médio, da nossa capital. O jovem se destaca não apenas pela inteligência, mas também por ser um amigo doce e atencioso com todos a sua volta.

Ao fazer o uso da tribuna, o jovem Pipo se sentiu à vontade para fazer um discurso falando sobre a importância da representatividade dos “excluídos”, mas principalmente dos autistas, como é o seu caso e citou a Lei 12.764 (conhecida como lei Berenice Piana), que inclui o autismo como deficiência, obtendo assim,  recursos legais como as demais deficiências. Pipo Finalizou seu discurso dizendo que se sentiu na Praça de Ágora, na Grécia Antiga, local onde os filósofos se reuniam para discutir o futuro do seu povo.

Ovacionado por todos, Pipo deixou uma importante lição: A educação é o melhor caminho para a inclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *