Senador Nelsinho Trad propõe debate técnico no Senado Federal sobre a retomada das atividades carnavalescas

O senador Nelsinho Trad (PSD/MS), médico, o primeiro parlamentar brasileiro a enfrentar a covid e consequências da doença, protocolou requerimento no Senado Federal para que a Casa debata com especialistas, autoridades da saúde e gestores municipais e estaduais, medidas de segurança sanitária para o carnaval no próximo ano. O documento foi entregue na última terça-feira à Secretaria Geral da Mesa. Hoje, A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nota técnica recomendando que o governo brasileiro adote medidas de restrições para voos e viajantes vindos de parte da África, em decorrência da identificação de nova variante do SARS-CoV-2, identificada como B.1.1.529.

“Esse alerta nos traz mais preocupações diante do anúncio feito em alguns estados brasileiros, onde autoridades confirmaram a retomada das festas carnavalescas. Não há informações sobre quais protocolos serão aplicados e possíveis exigências.” O documento ao qual o parlamentar se refere apresenta exemplos das estratégias adotadas por Singapura e Inglaterra, que tiveram novamente crescimento do número de casos de covid-19. Os dados atuais em países europeus também demonstram que o aumento do número de casos é quase inevitável. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, no último dia 4, que o ritmo atual de transmissão do coronavírus na Europa é muito preocupante e pode causar mais meio milhão de mortes no continente até fevereiro.

O número de novos casos por dia está em alta há quase seis semanas consecutivas no continente e o número de mortes diárias também continua a subir há sete semanas. Alguns cientistas atribuem essa nova curva à infecção de pessoas não vacinadas. Este aumento é determinado, principalmente, pelos números de Rússia, Ucrânia e Romênia. “Ainda segundo a OMS, a Europa está de novo no epicentro da pandemia com, em média 250 mil novos casos e 3.600 óbitos. Até em Portugal, onde a população total vacinada representa 87%, o governo cogita novas medidas de segurança. Há ainda a preocupação com novas variantes e o Brasil é prova disso”, alerta o senador, relembrando o que ocorreu no caso da variante gama. A partir das estatísticas, o senador Nelsinho Trad também pontua: “o trânsito internacional, agora, gradativamente retomado, implicará novos impactos epidemiológicos, principalmente nos eventos de massa.

Com a atual situação da pandemia, a pergunta central do debate que propomos é: o nosso país está preparado para abertura das festas de carnaval?” A Sessão de Debates Temáticos será agendada pela Secretaria Geral da Mesa do Senado Federal, após a aprovação do requerimento. Para o debate, serão convidados: representantes do Ministério da Saúde; da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); do Consórcio Nordeste; da Sociedade Brasileira de Infectologia; da Secretaria Extraordinária de Combate à Covid-19; das secretarias municipais de Saúde do Rio de Janeiro e de Salvador; de Comitês Científico de Assessoramento ao Enfrentamento da Pandemia da Covid-19; dos conselhos nacionais de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e de Secretários de Saúde (Conass); e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Também será chamado para a sessão o médico sanitarista e professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e da Fundação Getúlio, Gonzalo Vecina Neto. “A sociedade precisa saber se cidades e estados brasileiros reúnem condições adequadas para realizar as festas de carnaval com segurança e quais medidas estão sendo planejadas nas políticas de controle sanitário, incluindo a saúde do viajante”, justificou o senador Nelsinho Trad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *