Precatórios: Bolsonaro diz “pedir a Deus” por aprovação da PEC

Nesta segunda-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios durante sua participação na cerimônia do Jubileu da Brigada de Infantaria Paraquedista, no Rio de Janeiro (RJ). Em discurso, Bolsonaro disse pedir a Deus para que o texto seja aprovado no Senado.

Os precatórios são dívidas estabelecidas após derrotas na Justiça, o que acaba por “comprometer” o Orçamento, já que os valores precisam ser pagos pelo governo.

A ideia da PEC dos Precatórios é abrir um espaço de R$ 91,6 bilhões no Orçamento de 2022 para o pagamento do Auxílio Brasil e outros gastos, às vésperas da eleição presidencial. A intenção é limitar o valor máximo que governo precisará pagar de precatórios. No total, o limite será de R$ 39,9 bilhões, em vez de R$ 89 bilhões. O texto da PEC passou pela Câmara no início do mês e está em análise no Senado.

– A gente pede a Deus que consiga aprovar a PEC dos Precatórios semana que vem […] A gente faz o possível [pela aprovação]. Você vê que a nossa forma de governar é diferente de outros presidentes. É diferente – destacou Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *